10 dicas para mandar bem em um curso a distância

Esse papo de que cursos a distância são fáceis é besteira. A falta de uma rotina envolvendo a ida diária à faculdade pode acabar exigindo do estudante ainda mais comprometimento e organização. Veja nossas dicas para essa empreitada:

 

1. EaD não é moleza. Apesar de não terem aulas 100% presenciais, os cursos EaD não são menos exigentes que os tradicionais. Flexibilidade não é sinônimo de facilidade ou menor exigência e, por isso, são necessários comprometimento, empenho e foco para ter um bom resultado em um curso a distância.

2. Disponibilize seu tempo. Um curso EaD dá mais flexibilidade ao aluno, mas isso não quer dizer que ele não vai precisar dedicar um tempo para os estudos. É necessário tanto ou mais tempo de dedicação que um curso presencial, e essa disponibilidade é fundamental.

3. Plano de estudos. Alcir Vilela Junior, coordenador da graduação EaD do Centro Universitário Senac, dá a dica: defina um plano de estudos, organizando sua própria agenda de leitura e resolução de exercícios. Sem isso é praticamente impossível levar um curso EAD à frente.

4. Não abandone seu plano. Esse plano de estudos pode ser, inclusive, semanal. O importante é que ela seja compatível com sua rotina e disponibilidade. Se necessário, faça a revisão do plano, mas nunca o abandone, explica Junior.

5. Mantenha o ritmo. Jamais acumule longos períodos sem realizar as leituras, trabalhos e exercícios propostos. Uma semana de defasagem já implica, normalmente, em um acúmulo muito grande.

6. Faça contatos. Aproveite a rede de contatos que o curso EaD propicia. Você pode conversar com colegas de diferentes localidades e realidades do país ou até do mundo.

7. Aproveite as oportunidades. Um aluno EaD deve ter as mesmas oportunidades que um aluno de curso presencial em atividades extracurriculares, como pesquisa e extensão. Não deixe chances como essas passarem.

8. Explore. Busque sempre explorar ao máximo todas as possibilidades de interação propiciadas pela instituição.

9. Fique por dentro. Entenda o modelo pedagógico da instituição e seus métodos de ensino e aprendizagem aplicados, bem como as tecnologias utilizadas. Esteja pronto para interagir com eles.

10. Seja proativo. É importante que o aluno seja proativo para utilizar os recursos disponibilizados no curso e para demandar o apoio de professores e coordenadores sempre que necessário.

 

 

 

Fonte: Guiadoestudante.abril.com.br

Comentários

Comentários