Operação da PF põe Banco Central sob pressão

A Operação Encilhamento, que investiga fraudes de R$ 1,3 bilhão na previdência de 28 prefeituras, deverá provocar sanções da Comissão se Valores Mobiliários – CVM e atuação do Banco Central em ao menos quatro instituições financeiras.

Segundo uma fonte do setor que prefere não se identificar, a operação evidenciou que o sistema financeiro está contaminado em larga escala pela corrução.

“O dinheiro não fluiu das prefeituras direto para o bolso dos criminosos. Ele passava por fundos de investimentos, e não houve qualquer sinal de alarme na Comissão de Valores Mobiliários, nem no Banco Central”, diz.

“Temos um problema sistêmico aqui”, garante.

 

Fonte: veja.abril.com.br

Deputado pede que STJ envie processo de Alckmin para Moro

Geraldo Alckmin, ao renunciar do cargo de governador para concorrer às eleições presidenciais, perdeu foro privilegiado. Isso significa que suas investigações, agora, devem ir para primeira instância.

Eterno desafeto do agora ex-governador, o deputado Major Olímpio (PSL-SP) acabou de protocolar junto à PGR e ao STJ um pedido para que a investigação contra o tucano no âmbito da Operação Lava-Jato vá direto para as mãos de Sergio Moro.

Alckmin é acusado de recebimento, por intermédio de seu cunhado, de 10,7 milhões de reais da Odebrecht nas eleições de 2010 e 2014.

 

 

Fonte: Veja.abril.com.br

‘É remota a chance de a PF entrar no sindicato’, diz delegado

delegado da Polícia Federal (PF) Igor Romário de Paula informou que a instituição negocia com a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele se apresente. De acordo com o delegado, não está descartada o prosseguimento da negociação mesmo após o fim do prazo estabelecido pela Justiça, às 17h.

O delegado disse que a intenção é evitar confrontos, já que o ex-presidente está no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC cercado por apoiadores. Igor de Paula acrescentou que é remota a chance de a Polícia Federal entrar no sindicato para prender o ex-presidente.

A declaração do delegado foi feita após uma reunião entre a Polícia Federal e representantes da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

 

 

Fonte: Veja.abril.com.br

Julgamento de Lula pode manchar imagem do Brasil, diz Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta terça-feira, 3, que o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode ser negativo para a imagem do Brasil no exterior. Questionado em por um jornalista português sobre o tema, o ministro assentiu: “Sem dúvida nenhuma, há prejuízos para o Brasil pelo menos no curto prazo. A médio e a longo prazo, eu acho que isso é positivo, porque há um quadro de corrupção que está sendo combatido”, disse.

Gilmar está em Portugal para o VI Fórum Jurídico de Lisboa, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com a faculdade da qual é sócio, o Instituto de Direito Público (IDP). Ele retornará ao Brasil nesta quarta para participar da sessão do Supremo sobre Lula.

O país, segundo ele, está fazendo o seu dever de casa e está cumprindo seus compromissos internacionais de combater a corrupção. “Mas, é claro, ter um ex-presidente da República, um asset como o Lula, condenado, é muito negativo para o Brasil”, avaliou.

A avaliação do ministro do STF é a de que há, nesse momento, um “coquetel” explosivo no Brasil, fruto da mistura entre uma crise política, a aproximação de uma eleição presidencial e o “elemento-surpresa”, a condenação em segunda instância de um ex-presidente da República, que lidera as pesquisas de intenção de voto.

“Nós temos um coquetel neste momento: toda a crise política, muito adensada, misturada com as eleições. É um quadro grave que contribui para esta divisão (de opiniões no Brasil)”, declarou.

‘Confusão’

Segundo o ministro do STF, há uma “grande confusão” na população sobre a prisão após condenação em segunda instância. “Na questão da segunda instância, o meu entendimento, que acompanhei a decisão da maioria formada então, é de que nós estávamos dando uma autorização para que, a partir da segunda instância, pudesse haver a prisão. Portanto era um termo de possibilidade. Na prática, virou uma ordem de prisão”, disse.

Para Gilmar Mendes, os ministros deverão aproveitar o julgamento desta quarta para esclarecer a confusão que foi criada em torno do tema. “Se o juiz, após a segunda instância, pode prender, ele tem de fundamentar, de explicar porque ele está determinando a prisão. Se de fato há uma automaticidade, nós temos outro quadro. Mas já há uma grande confusão e acho que precisamos esclarecer isso de maneira definitiva”, considerou.

O ministro fez um “alerta” sobre a defesa de parte da população em um caso específico, argumentando que ele poderá valer como referência para os próximos. “Há questões na Justiça criminal, por exemplo: se se concede um HC para alguém e limita o poder de juiz, de promotor, de delegado, irrita muitas pessoas, mas a gente está protegendo aquele que está ficando irritado porque o desmando de poder em dado momento vai atingir também aquelas pessoas que antes torciam para a prisão de A, mas depois vem o B, o C”, declarou.

 

 

 

Fonte: Veja.abril.com.br

 

Após fala de Moro, cresce apoio à PEC de prisão em 2ª instância

Após o juiz federal Sergio Moro defender mudanças na Constituição para deixar explícita a prisão de réus condenados em segunda instância, o deputado Alex Manente (PPS-SP) viu avançar o número de adesões à tramitação de sua Proposta de Emenda à Constituição (PEC). Das 171 assinaturas necessárias para protocolar a proposição, Manente já conseguiu 90 apoios de parlamentares de ontem para hoje. Até o momento, só deputados do PT estão evitando assinar a PEC.

“Começamos a colher assinaturas ontem [segunda, dia 26] à noite e depois da entrevista do juiz Sérgio Moro no programa Roda Viva comecei a ser procurado por vários deputados que querem assinar a PEC. Pelo ritmo da coleta, creio que até amanhã [quarta, dia 28] ou início da semana que vem teremos as 171 assinaturas necessárias”, disse Manente, que é líder do PPS, por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa.

Nesta segunda-feira, Moro defendeu que o Supremo Tribunal Federal (STF)mantenha o entendimento que permite a prisão após condenação em segunda instância e disse que o ideal seria a aprovação de uma emenda constitucional permitindo a mudança. Moro destacou que a medida era importante para se evitar que as penas fossem executadas só no trânsito em julgado das ações.

A PEC propõe a substituição do artigo da Constituição onde diz que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória” por “ninguém será considerado culpado até a confirmação de sentença penal condenatória em grau de recurso”. Manente alega que a Carta Constitucional de 1988 era resultado do traumático período da ditadura militar, mas o texto como foi aprovado logo após a redemocratização do País não serve mais para os tempos atuais.

“Devemos admitir que, passados quase 30 anos, o momento social e o regime político-constitucional em que vivemos tornou-se diferente. Com muito esforço, a sociedade brasileira caminhou no sentido de exigir transparência e garantia de seus direitos no âmbito social e político; as instituições políticas, por sua vez, tornaram-se mais sólidas e confiáveis”, justifica Manente na proposta.

Segundo o líder do PPS, a presunção de inocência já está garantida na primeira e na segunda instâncias, esta última também responsável por analisar fatos e provas. “Os recursos cabíveis da decisão de segundo grau, ao STJ ou STF, não se prestam a discutir fatos e provas, mas apenas matéria de direito. Portanto, mantida a sentença condenatória, estará autorizado o início da execução da pena”, ressalta o autor da PEC. Manente lembra na PEC que Alemanha e Argentina já seguem o entendimento de que o condenado em segunda instância deve começar a cumprir a pena.

Intervenção

Devido à intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, o Congresso Nacional não pode aprovar mudanças na Constituição Federal. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu recentemente que diante da impossibilidade de aprovação de PECs, as matérias poderão ser apreciadas apenas nas comissões, mas não poderão passar pelo crivo do plenário. Como a intervenção estará em vigor até 31 de dezembro, mesmo que a PEC avance na Casa, não há chances de concluir sua tramitação nesta legislatura.

“É óbvio que o caso do ex-presidente impulsionou essa discussão. Mas, se aprovada a PEC, a prisão em segunda instância valerá para todos, não importando se é para o Lula ou para qualquer cidadão. O que não dá é para ficarmos esperando o STF mudar um entendimento após ser provocado pela defesa do ex-presidente”, afirmou o deputado na nota.

 

 

Fonte: Veja.abril.com.br

“Estou com a tranquilidade dos inocentes”, diz Lula

Porto alegre – No dia em que o Supremo Tribunal Federal (STF) julga seu pedido de habeas corpus, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira, 22, estar com a “tranquilidade dos inocentes”. Em entrevista concedida a jornalistas da Rádio Guaíba, o petista disse que espera um julgamento digno das esferas superiores da Justiça.

“Estou com a tranquilidade dos inocentes, e eles com a intranquilidade dos culpados. Eles sabem que montaram uma farsa para me condenar. Estão julgando os governos do Lula e da Dilma. Veja que aquele menino, o tal de Dallagnol, ele deveria ter sido exonerado quando contou a mentira do PowerPoint”, afirmou.

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) analisa na sessão de hoje o habeas corpus impetrado pela defesa de Lula para impedir sua eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. A análise dos embargos do ex-presidente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) foi agendada para a próxima segunda-feira.

“A única coisa que eu quero deste processo é que alguma instância superior ou STJ ou STF julgue o mérito do processo. Eu não posso aceitar, o conjunto de mentiras que foi montado para tentar condenar o Lula. Eu tenho uma relação de honestidade com o povo. O povo sabe que não minto”, disse o petista.

Lula também criticou a política econômica e social adotada pelo presidente Michel Temer. “Essa gente que tá aí não sabe governar, não sabe cuidar do Brasil, eles estão vendendo nosso País, e eu quero dizer que, se o PT quiser, eu sou candidato. Se eu puder ser candidato porque nós vamos fazer um referendo revogatório ou uma nova Constituinte para desfazer essa ‘safadeza’ que eles estão fazendo com nosso povo”, afirmou.

No Rio Grande do Sul, Lula foi alvo de protestos durante a caravana que circula por cidades do interior e seguirá para Santa Catarina e Paraná. O petista disse que o Estado gaúcho está “muito conservador” e lamentou as manifestações que ocorreram no município de Bagé. “Eu achei uma afronta, meia dúzia de fazendeiros, junto com jovens do agronegócio acharem que podem impedir dois presidentes, dois governadores de Estado e sete deputados de entrarem na cidade”, criticou.

Segundo o ex-presidente, na última vez em que esteve em Bagé foi para participar de um ato público com mais de 40 mil pessoas, para criar a Unipampa. Lula disse que a origem dos protestos é o ódio disseminado no Brasil desde 2013 e que foi acentuado após a campanha de Aécio Neves contra Dilma Rousseff.

Na passagem pela cidade gaúcha de ­São Borja, conhecida como “Terra dos Presidentes”, Lula disse que não irá trilhar o desfecho dos ex-mandatários do País. “Eu, primeiro, não tenho a vocação de Getúlio. Eu não vou me matar. Segundo, eu não tenho a vocação de João Goulart. Eu não vou sair do Brasil. Eu vou ficar aqui dentro do Brasil. Eu vou terminar minha caravana dia 28 em Curitiba, na Boca Maldita, em um grande ato público. Se quiserem tomar a decisão, tomem. Não estou acima da lei. Quero é a chance de ver o mérito do meu processo ser julgado”, salienta.

 

 

 

Fonte: Exame.abril.com.br

Bitcoin cairá para US$ 2,8 mil, diz analista

Os traders que procuram uma direção futura dos preços de bitcoin nos padrões dos gráficos estão encontrando mais indicadores que sugerem que a maior moeda digital do mundo pode enfrentar novas quedas.

A média móvel de 50 dias do bitcoin caiu e atingiu a maior proximidade com a média móvel de 200 dias em nove meses. Uma queda para abaixo desse nível — algo que não acontece desde 2015 — sinalizaria para os analistas técnicos uma nova fraqueza futura, fenômeno que chamariam de “death cross”, ou “cruz da morte”. Outro indicador de momentum com média móvel já mostra tendência de queda.

Apesar de muitos investidores em criptomoedas não seguirem análises técnicas, o universo das moedas digitais está atraindo o interesse de traders profissionais, que prestam cada vez mais atenção nos indicadores após o salto recorde do token em dezembro.

“Houve uma mudança definitiva nos últimos meses após a bolha do fim de 2017”, disse Paul Day, analista técnico e chefe de futuros e opções da Market Securities Dubai.

O estrategista estudou a queda de 2013 da moeda virtual em busca de pistas a respeito de como ela pode se comportar desta vez. A conclusão? Prepare-se para uma queda de 76 por cento em relação à alta do fim de fevereiro, o que levará o bitcoin a irrisórios US$ 2.800 se a tendência de queda se repetir.

Independentemente disso, os investidores em bitcoins deveriam fazer as pazes com a volatilidade, muitas vezes ligada a riscos regulatórios e de segurança.

Quando a média móvel de 50 dias da moeda esteve pela última vez abaixo da média mais longa, nos primeiros 10 meses de 2015, seu desempenho era pouco interessante. O preço caiu 5,2 por cento no período. Posteriormente, do dia em que ficou novamente acima do nível de resistência até o fim do ano, subiu 43 por cento.

A moeda está acima dessa linha desde 2015 e acumulou três ganhos anuais consecutivos no processo.

“Os gráficos e as análises técnicas passaram a ser usados na negociação de bitcoin e outras criptomoedas com a chegada de organismos profissionais ao mercado”, disse Daire Ferguson, da plataforma de câmbio irlandesa AvaTrade, acrescentando que as políticas regulatórias determinarão a sorte dos tokens digitais.

 

 

Fonte: Exame.abril.com.br

10 dicas para estudar e aprender mais fácil – CEBESA

São dicas poderosas que vão te ajudar a aumentar significativamente seu aprendizado, melhorando sua concentração e memorização. Técnicas simples que muitos não usam e perdem de aproveitar seus benefícios.

Inclua algumas dessas dicas em seus estudos ou mesmo todas elas e você sentirá uma enorme diferença na hora de estudar e aprender. Para te ajudar vou te ensinar a colocar em prática cada uma delas.

Anote todas as dicas, elas serão muito úteis para você. Boa leitura.

 

#01 – Ensine outras pessoas.

Essa é uma lição que eu aprendi tarde e que modificou meu aprendizado, quem ensina aprende mais. Muitas pessoas ainda sentem vergonha ou mesmo por egoísmo se recusam a ensinar os outros, essas pessoas não sabem o que estão perdendo.

Pense nisso.

Eu sempre estou escrevendo aqui no estudareaprender.com que é preciso colocar em prática tudo o que aprender para assim conseguir memorizar melhor um conteúdo, então qual a melhor maneira de colocar em prática?

Ensinando outras pessoas!

Então se você ainda tem algum tipo de preconceito em ensinar os outros ou mesmo pensa de maneira egoísta “Eu não vou ensinar meu concorrente” Saiba que ao ensinar é você quem mais ganha.

E tem mais.

Eu aprendi que ensinando minhas ideias começavam a clarear mais, organizando a informação e melhorando minha compreensão. Isso porque verbalizar e raciocinar antes de falar ou ensinar, ajuda na memorização.

Dica prática: Faça mini aulas.

Junte amigos e colegas que estão estudando para o mesmo concurso, ENEM ou prova e fale a eles que você quer preparar mini aulas sobre conteúdos que eles estão com dificuldade.

Escolha um tema e estude o suficiente para ensinar alguém, você irá perceber como você conseguirá memorizar o conteúdo com facilidade e como isso vai te ajudar.

Não se preocupe, não precisa ser uma super aula, afinal são seus amigos e colegas, procure ajudar eles da sua maneira. Além de eles saírem ganhando com uma ajuda extra, você também estará se desenvolvendo.

#02 – Descubra qual seu horário de maior produtividade nos estudos.

Todo mundo tem um horário onde o rendimento é maior, eu, por exemplo, aprendo muito mais no período da manhã, minha concentração e energia me ajudam a aprender com mais facilidade nesse horário.

Descobrir seu horário mais produtivo irá te ajudar a aprender com muito mais facilidade, afinal, não adianta você brigar consigo mesmo. Se durante a manhã você é muito sonolento esqueça e estude outra hora.

É obvio que nem todos tem esse previlégio, para alguns só é possível estudar a noite, nesses casos recomendo desenvolver um hábito de estudos para acostumar com a rotina de estudo noturno, é mais complicado, mas é possível.

Dica prática: Como descobrir seu horário mais produtivo?

A melhor maneira de descobrir seu horário mais produtivo é estudando em diversos horários. Pois você precisa verificar como fica sua concentração e memorização nesses horários.

Você pode fazer anotações ao perceber que em um determinado horário seus estudos renderam mais, e também anotar quando sua concentração estava menor. Fazendo isso você conseguirá determinar seu melhor horário para aprender.

#03 – Pratique o que aprende.

Do que adianta você passar horas e horas na teoria se você não praticar o que aprende. Eu já escrevi como o cérebro aprende e mencionei que para que uma informação não seja descartada é importante que ela seja útil, e a melhor maneira de fazer isso é respondendo questões e provas antigas.

Então você pode chegar para mim e dizer, “mas Prof. Piccini eu estudo com mapas mentais, resumos e esquemas e isso já não é o suficiente?”. É muito bom que você use essas técnicas, mas elas ganhariam ainda mais força se você respondesse questões.

Faça uma pergunta a alguém e automaticamente o cérebro dessa pessoa irá parar todas as atividades para se concentrar em responder a pergunta. Essa concentração é a grande sacada para que o aprendizado se torne ainda mais poderoso.

Dica prática: Sempre resolva questões e provas antigas.

Deixe separado em seu computador ou caderno várias questões sobre o que você está estudando e regularmente veja essas questões e as responda. Isso irá te ajudar a colocar em prática o que aprende.

Além disso, questões são ótimas para avaliar seu conhecimento e saber se você está realmente aprendendo o que está estudando. Caso você perceba que não está acertando, pode ser um momento de reforçar os estudos naquele conteúdo.

#04 – Tenha objetivos definidos para estudar e aprender.

De que adianta você estudar se você não sabe para o que você está estudando. Esse erro é bem comum e faz uma diferença muito grande na hora de aprender.

Estudantes e concurseiros se esquecem de definir seus objetivos e metas para estudar e com isso acabam tornando o aprendizado ineficaz, pois muitas vezes estudam conteúdos que não são úteis para seu objetivo.

Imagine o seguinte cenário.

Seu cérebro é uma máquina que consome muita energia, então qualquer atividade sem utilidade ou sem uma recompensa acaba sendo inútil e por isso ele deixa de executar.

Portanto se você estuda sem objetivo, seu cérebro entende que a atividade de estudar não tem utilidade, logo não é necessário concentração nem memorizar o conteúdo, afinal não será utilizado para nada.

Quando você estabelece objetivo, você envia uma mensagem ao cérebro, algo como “fique em alerta, pois estou fazendo uma atividade importante” com isso seu cérebro assimila e compreende melhor uma informação para estudar.

Dica prática: Crie objetivos para estudar.

Se você ainda não tem objetivos definidos para estudar, faça uma pausa e pense bem a respeito, então deixe bem claro quais são seus objetivos ao estudar, isso irá te ajudar muito a aprender mais fácil.

Se quiser pode escrever seu objetivo em um folha e colar em um mural ou em um lugar onde você o veja com facilidade, assim estará sempre lembrando o porque você está se dedicando aos estudos.

Faça isso e você terá um melhor desempenho em seu aprendizado.

#05 – Faça atividades físicas para liberar a mente criativa.

Eu vivo alertando meus alunos e escrevendo aqui no site a importância das atividades físicas para o aprendizado, a concentração e a memorização. Mas ainda assim existem estudantes que continuam sem praticar atividades físicas.

Recentemente pesquisadores publicaram um estudo na British Medical Journal, mostrando os efeitos benéficos do exercício no cérebro. De acordo com a pesquisa 10 a 40 minutos de atividade física aumentou significativamente a concentração e o foco mental. Devido ao aumento do fluxo sanguíneo no cérebro.

Segundo o psiquiatra de Harvard Dr. John Ratey:

“Estes resultados fornecem evidências adicionais de que fazendo cerca de 20 minutos de exercício, pouco antes de um teste ou um discurso seu desempenho se torna melhor”

As evidências estão ai para você parar de inventar desculpas e começar a fazer uma atividade física logo. Pense nos resultados que você pode ter em seus estudos e em quanto sua saúde pode ganhar com isso.

Dica prática: Tenha uma rotina de exercícios.

Você não precisa se tornar um atleta para começar a ter um melhor desempenho nos estudos com exercícios físicos. Pode começar aos poucos e devagar, o importante é exercitar-se.

Escolha um horário do dia, pode ser de manhã ou à tarde e faça uma caminha de 10 a 40 minutos. Pronto, isso já vai ser o suficiente para melhorar a oxigenação em seu cérebro, melhorando o desempenho em seu aprendizado.

#06 – Tome um banho para relaxar e se concentrar melhor.

Acho que essa dica muitas pessoas vão adorar, principalmente se forem como eu que adoro tomar banho. Eu acho o banho muito revigorante, pode ser quente ou frio, tanto faz.

Mas tanto o banho frio quanto o quente tem suas diferenças. E cada um pode ser utilizado para um fim específico, principalmente no caso de estudar. Veja as diferenças:

  • Banho frio: Estimulante e revigorante, o banho frio deve ser usado em caso de desanimo e desmotivação. Um bom banho frio deixa sua mente alerta e pronta para estudar e trabalhar.
  • Banho quente: Altamente relaxante, esse banho é ideal para casos de stress, onde sua mente está inquieta e você não consegue se concentrar. Um banho quente irá te relaxar e deixar sua mente em um estado de aprendizado.

Um dos motivos do banho quente fazer bem ao cérebro está ligado às doses de dopamina que são liberadas enquanto você toma o banho. A dopamina é responsável pela sensação de prazer no cérebro e também auxilia no aprendizado e memorização.

Por isso que tomar um bom banho irá te ajudar muito a aprender com facilidade.

Dica prática: Tome um banho antes de seus estudos.

Se você estiver se sentindo muito desanimado, sem vontade de estudar, tome um banho frio para se energizar e deixar sua mente em estado de alerta. Com isso você conseguirá começar seus estudos e ainda aprender com facilidade.

Mas caso você esteja com a mente confusa e sem concentração um banho quente irá te ajudar a relaxar sua mente e corpo, fazendo com que sua concentração seja muito maior e seus estudos tenham muito mais resultado.

#07 – Evite o stress, ele prejudica seu aprendizado.

Um dos maiores inibidores do aprendizado e da memorização é o stress.  Além de prejudicar seu corpo, seus estudos se tornam completamente inúteis quando o stress está alto.

Um cérebro que está muito estressado produz grande quantidade de cortisol, o que impede que seu cérebro se concentre e memorize um conteúdo. Portanto se você estiver estressado e lendo algo, saiba que sua mente não irá memorizar nada.

Portanto.

Se você perceber que está muito estressado é melhor nem começar sua sessão de estudos, pois será apenas perca de tempo, é melhor primeiro procurar maneiras de relaxar a mente e deixá-la em um estado ideal de aprendizado. (O correto é perda de tempo, um obrigado ao leitor Denilson Paulo pela observação.)

Dica prática: Como reduzir o stress para estudar.

Se você estiver muito estressado experimente tirar uma pequena soneca ou tomar um banho quente para relaxar. Como foi mencionado na dica anterior o banho quente libera dopamina, que é excelente para combater o stress.

Tem dias onde o stress é grande, recomendo que em dias como esse você descanse bem, não adianta forçar seu organismo isso apenas irá gerar mais stress, tomar um chá quente de camomila também ajuda muito 😉 Deite e durma, vai te fazer bem.

#08 – Seja persistente em seus estudos.

A falta de persistência nos estudos é que mais dificulta o aprendizado de estudantes e concurseiros. Isso porque o aprendizado é construído pouco a pouco e se você para por muito, você perde o que aprendeu.

Então anote.

Para aprender mais fácil estude todos os dias. Pode ser que você tenha um contratempo ou outro, tranquilo isso é normal, desde que no dia seguinte você volte a estudar.

O que não pode é você ficar dias sem estudar, ou fazer com muito estudantes que começam bem, no dia seguinte desanimam e só voltam a estudar um dia anterior a prova. Se você estiver fazendo isso pare!

Dica prática: Estude todos os dias.

Se você estiver tendo dificuldade de estudar todos os dias, recomendo você desenvolver um hábito de estudos. O hábito de estudar todos os dias vai impedir que você perca o conteúdo que você aprendeu.

Eu escrevi um artigo bem completo ensinando a desenvolver o hábito de estudos, com ele você será capaz de começar a estudar todos os dias e com isso seu aprendizado irá se tornar muito mais fácil.

#09 – Estude em grupo.

Você é daqueles estudantes que não conseguem ficar muito tempo sentado estudando sozinho? Então para você eu recomendo um grupo de estudos, assim você irá aprender mais fácil.

Cada pessoa aprende de uma forma, e para alguns é difícil passar várias horas estudando sozinho. Isso torna o aprendizado dessa pessoa muito difícil, pois com o tempo o tédio impede a concentração.

É obvio que você terá que passar algumas horas estudando sozinho, pois não conseguirá sempre estudar em grupo. Mas mesmo assim é possível juntar algumas vezes.

Dica prática: Monte um grupo de estudos

Combine com amigos e colegas que estão estudando para mesma prova ou concurso que você e estude em grupo. Vocês podem aproveitar para um ajudar o outro.

O mais importante em grupos de estudos é que todos estejam realmente engajados em aprender, evitem durante um grupo discutir coisas que não tenham a ver com o conteúdo.

Depois que vocês estudarem podem tirar um tempo para bater um papo à toa, mas primeiro o mais importante, estudar.

#10 – Escreva para aprender mais fácil.

Nos últimos anos a tecnologia tomou conta de tudo, e muitos estudantes trocaram o lápis pelo teclado e pelo celular. Ok, isso é um avanço, eu mesmo sou um entusiasta da tecnologia, só que escrever com caneta e lápis ainda é muito útil.

A neurologista Judy Willis é uma das defensoras do uso da escrita com lápis e caneta. Segundo ela a escrita desenvolve a criatividade e a expressão pessoal. Ambas ajudam no raciocínio cognitivo.

A escrita em ferramentas tecnológicas também possui suas qualidades, porém a escrita cursiva facilita muito mais o aprendizado. Pois escrever envolve mais áreas do cérebro, e quanto mais áreas você envolve na aprendizagem, mais fácil fica a memorização.

Dica prática: Escreva, escreva e escreva…

Se você está estudando você precisa escrever bastante. Faça resumos, mapas mentais, grifos, anotações em livros, o que desejar, mas use seus lápis, canetas, canetinhas sem moderação.

Quanto mais escrever, mais fácil se tornará seu aprendizado. Por isso sempre que puder escreva. Além disso, a escrita irá te ajudar a organizar melhor seu raciocínio e também te preparar para as redações que você possa ter que fazer em provas e concursos.

 

 

 

 

Fonte: http://estudareaprender.com/10-dicas-para-estudar-e-aprender-mais-facil/

Temer ‘prova’ que está vivo e volta a receber aposentadoria em SP

O presidente Michel Temer (MDB) fez o recadastramento anual de seus dados pessoais, a “prova de vida”, e voltou a receber sua aposentadoria de procurador estadual, congelada em setembro, por conta da pendência. A informação foi confirmada pela São Paulo Previdência (SPPrev), órgão responsável pelas aposentadorias dos servidores públicos do Estado de São Paulo.

Na época em que o valor foi retido, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República esclareceu que Michel Temer não havia atualizado o cadastro no SPPrev “por falta de tempo”, mas que a situação seria regularizada em breve.

Como procurador aposentado, Michel Temer recebe o salário bruto de 45.055 reais, mas, por conta do teto para o pagamento de funcionários públicos, o valor cai para 22.109 reais. Com a situação regularizada, os valores atrasados, inclusive o 13º, foram pagos.

 

 

Fonte: Veja.abril.com.br

STF: planos devem ressarcir SUS por atendimentos na rede pública

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (7) manter a validade da lei que obriga as operadoras de plano de saúde a ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) quando o segurado é atendido em hospitais públicos. A Lei nº 9.656/1998 regulamentou as normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A lei foi questionada na Corte pela Confederação Nacional de Saúde (CNS), entidade que representa hospitais particulares.

Durante sustentação na tribuna do STF, o advogado Marcelo Ribeiro, representante da confederação, argumentou que a Constituição determinou que o Estado tem o dever de garantir atendimento de saúde gratuitamente à população e as falhas de atendimento não podem ser repassadas à iniciativa privada.

“Ao invés de a instituição privada poder concorrer, oferecendo saúde, passa a ser obrigada a ressarcir quando um contratante seu exerceu o direito que ele tem, como pagador de impostos, de um [atendimento] no hospital público. “, disse.

A norma prevê que, após um cidadão conveniado a um plano de saúde ser atendido em um hospital público, a ANS deve cruzar os dados do sistema do SUS para cobrar os valores dos procedimentos médicos das operadoras. Após período de contestação, a agência notifica as empresas para fazer o pagamento de 15 dias.

No ano passado, a ANS arrecadou cerca de R$ 458 milhões das operadoras de planos de saúde pelo ressarcimento por uso da rede pública.

 

 

 

fonte: Exame.abril.com.br