Professor Leon dá as 6 estratégias de ouro para sua APROVAÇÃO!

alunos cebesa presencial

 

É comum ouvirmos que estudar para provas é muito difícil. Que essa jornada é árdua e cansativa e que muitos desistem no final. Que é preciso muito anos de estudo, além de diversos cursinhos. Parece um caminho bem difícil. Pode até ser, PARA QUEM NÃO SABE COMO E POR ONDE COMEÇAR!

 

O objetivo desse artigo é te mostrar “Estratégias” e dicas certeiras para você aperfeiçoar seus estudos e te fazer sair na frente em sua aprovação.

 

Então fique comigo até o final que vou te mostrar passo a passo como começar do zero seus estudos de forma eficiente e aumentar as sua aprovação no concurso público dos seus sonhos!

 

Essas são 6 DICAS PODEROSAS para quem deseja começar com o pé direito:

  • Pesquisa
  • Ambiente
  • Organização
  • Personalização
  • Como Estudar
  • Motivação

 

Dica #1.  Pesquisa

apostila grátis anbima

 

O ESTUDANTE INTELIGENTE NÃO É AQUELE QUE PASSA ATÉ 10 HORAS POR DIA ESTUDANDO, MAS SIM AQUELE QUE É ESTRATÉGICO. E para ampliar sua visão das matérias e saber qual área ideal para estudar, é preciso pesquisar sobre o exame que você quer, pois isso vai mudar sua vida de uma vez por todas.

Agora você vai pesquisar sobre a certificação. Editais anteriores, provas e grupos no Facebook.  Conversar com alguém que já passou também é muito importante.

É MUITO IMPORTANTE FOCAR EM UM PROVA E UMA ÁREA ESPECÍFICA. Vai ficar mais fácil para pesquisar, estudar e, acima de tudo, conquistar sua aprovação.

 

A etapa pesquisar consiste, resumidamente, então em:

 

Pesquisar programa e provas anteriores;

Procurar grupos Facebook e, se possível, conversar com quem já foi aprovado;

Ler o conteúdo do exame;

Analisar as questões anteriores.

Lembre-se:

“Pra quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve.”

 

Dica #2. Prepare seu Ambiente

como estudar anbima

Já se imaginou estudando no meio de uma bagunça, perdendo tempo procurando anotações por não saber onde está?

Ou pior ainda: estudar na frente da televisão ou com o Facebook aberto?

Além de não te ajudar em nada, PREJUDICA SUA CONCENTRAÇÃO E MEMORIZAÇÃO.

 

PREPARAR O SEU AMBIENTE DE ESTUDOS É MUITO IMPORTANTE PARA A SUA CONCENTRAÇÃO. Isso vai preparar sua mente e também trazer um ar mais profissional, aumentando, assim, o seu foco e a sua concentração.

Converse com a sua família, explique que você vai começar a estudar e que assim que acabar seus estudos diários, você vai ter o maior prazer de aproveitar seu horário livre com eles.

Há várias histórias de sucesso de mães e pais com filhos pequenos que foram aprovados em certificações extremamente difíceis.

 

Evite sujeira no seu local de estudos;

Deixe o mais limpo possível, somente com o necessário;

Evite os “ladrões” de concentração, Facebook, Whatsapp, enfim, redes sociais, televisão etc;

Converse com as pessoas mais próximas para que elas possam te ajudar nesse processo.

 

Dica #3.  Certificando iniciante? Potencialize seus estudos com a Organização

potencialize estudos

Poderia escrever vários artigos sobre a importância da organização. Sim, ela é essencial. O que os aprovados nos melhores e mais concorridos exames tem em comum é a organização. Você não precisa ter um guarda-roupa todo arrumadinho, com gavetas impecáveis. Mas seus estudos precisam ser organizados! Eu falei no meu artigo anterior que vemos a rotina como algo ruim, pejorativo (“cair na rotina”). Mas nos estudos isso é benéfico, diria até mesmo imprescindível!!!

 

Escolha um lugar de fácil acesso para organizar seus livros e apostilas;

Tenhas pastas ou até mesmo envelopes para organizar seus resumos ou anotações;

Tenha sempre uma agenda. Hoje em dia você pode encontrar vários aplicativos que podem te ajudar na organização de seus estudos;

Organize pastas no seu computador para cada matéria, provas gabaritos, aulas em PDF, entre outros.

Benefícios da organização:

Aumenta o foco e disciplina;

Deixa o estudo muito mais confortável;

Facilita na criação de hábitos saudáveis para seu dia a dia;

Domínio do edital e do seu conhecimento.

 

 

Dica #4. Personalize seus estudos

personalize estudos

 

“Se os fatos não se encaixam na teoria, modifique os fatos.” Albert Einstein

ESSA DICA VAI SER SEU DIFERENCIAL. Muitos estudantes demoram anos para aprender.

 

Personalizar é a melhor forma de aprender mais rápido a matéria cobrada no edital do seu exame. Muitos cursos presenciais, ou online, e apostilas, atribuem o mesmo peso e importância igual para todos os itens do edital e para todo mundo.

 

Mas existem pessoas que são muito boas em exatas, porém na parte de noções de Economia, possuem muitas dificuldades. Outras são muito boas em princípios de investimentos, porém, nem tanto em exatas. E por aí vai…

 

As pessoas são diferentes e possuem experiências diferentes. Cada matéria é estudada de uma maneira.

 

Se você personalizar seus estudos desde o começo com os vídeos do CEBESA, você vai estar na frente de muitas pessoas que não tiveram essa sacada ou que não puderam ou quiseram investir na sua preparação. INVISTA NA SUA PREPARAÇÃO, BUSQUE UM DIFERENCIAL PARA SUA APROVAÇÃO, afinal, hoje as vagas são escassas.

 

Como personalizar os estudos:

Liste os conteúdos programáticos do seu exame;

Analise cada conteúdo, veja seu nível de conhecimento, identifique as áreas que você mais tem conhecimento e principalmente as que você não tem conhecimento algum. Se não souber ou não tiver tempo para fazer isso, “PERGUNTE-NOS COMO”!

Através das provas anteriores você vai perceber quais itens são mais cobrados;

Agora você já sabe suas dificuldades e o que mais o agente certificador cobra. Personalize seus estudos, dando uma atenção maior para os assuntos que são mais cobrados e você tem mais dificuldade. Isso é ser inteligente, estratégico, ou seja, estar estudando para ser aprovado.

 

Achou difícil? Não se preocupe, o CEBESA faz todo esse processo para você, com um PLANEJAMENTO TOTALMENTE INDIVIDUALIZADO e com ACOMPANHAMENTO NOS TIRA DÚVIDAS de profissionais APROVADOS E MAIS PREPARADOS do Brasil. Agende já sua entrevista ON LINE gratuita CONOSCO sem compromisso e conheça a nossa metodologia.

 

“Se você quer o que nunca teve, é preciso fazer algo que você nunca fez.”

 

Dicas #5.  Como Estudar com Eficiência.

estudo eficiente

 

Vamos direto ao ponto. Para estudar com eficiência é preciso um plano. Você que está começando precisa montar um.

O PLANO DE ESTUDOS É FUNDAMENTAL, desde que seja simples, fácil de entender e personalizado com sua rotina. Ele vai ser seu mapa para aprovação e responsável pelo seu crescimento contínuo.

Outra ferramenta para deixar seu caminho mais curto até sua conquista é um plano de revisão, paralelo com seu plano de estudos.

Também já falei em um vídeo gravado para o NOSSO canal do YOUTUBE sobre os ciclos de revisão periódica E MÉTODO DE ESTUDOS.

 

ADQUIRA SUA APOSTILA NO SITE e fique por dentro de dicas valiosas de preparação para SEU EXAME.

 

O plano de revisão vai te ajudar:

A memorizar o conteúdo estudado até o dia da prova;

A ter contato todos os dias com as matérias estudadas, levando-as para a memória de longo prazo;

A evitar a correria, da revisão na última hora, muito próximo do dia da sua prova.

 

Como começar de fato?

Aqui vão alguns itens muito importantes para começar com triunfo:

Procure materiais de qualidade para estudar. Hoje na internet você encontra muito conteúdo gratuito, mas a maioria é de qualidade mediana a ruim. Você tem que pesquisar muito bem qual material gratuito vai usar nos seus estudos, pois isso pode te tomar um tempo precioso. Por isso, conversar com quem já passou por esta experiência pode ser muito valioso para os seus estudos;

Estudar para concursos públicos NÃO É SOMENTE LER e depois fazer meia dúzia de questões;

Estudar para SE CERTIFICAR é diferente de como se estuda na escola ou na faculdade. O estudo é personalizado e você tem que praticar. Para estudar com eficiência use a regra 1 para 1, a cada uma hora de teoria, 1 hora de prática (ou até mais);

RESPONDA VÁRIAS QUESTÕES DAS PROVAS ANTERIORES de seu exame. Você pode fazer uma “engenharia reversa” com as questões. Ou seja, antes de estudar um determinado assunto, comece pelas questões e estude como se você fosse o examinador ou elaborador da prova.

 

Sempre procure uma forma mais fácil de estudar uma determinada matéria ou assunto. Todos nós temos a mania de dificultar as coisas mas para um estudante iniciante é muito importante facilitar o seu conhecimento. No nosso canal do Youtube estou constantemente gravando vídeos com dicas e macetes que irão facilitar seu aprendizado;

Seja corajoso(a) para estudar o que você não gosta ou o que você nunca estudou antes. ESSAS MATÉRIAS VÃO CAIR NA SUA PROVA TAMBÉM.

 

Dicas #6. MOTIVAÇÃO

estudar para vencer

É bem comum, no começo, dos estudos, aquele pique. Mas com o passar dos dias essa empolgação diminui até o ponto que você nem sabe mais o porquê está estudando. Muitos nesse momento acabam desistindo ou fazem a prova apenas por fazer.

A motivação é necessária para quase tudo nessa vida. É claro que para CERTIFICAÇÕES não é diferente. É aí que vem a motivação para sempre te lembrar os seus reais motivos e te dar o combustível necessário para chegar ao final: A SUA APROVAÇÃO.

Vão existir momentos em que até as pessoas mais próximas de você vão falar e fazer coisas que vão te desmotivar. Vão opinar na sua vida, nos seus estudos. Muitos vão te chamar de louco ou falar coisas do tipo:

  • Esqueça, é muito difícil
  • Você não vai conseguir estudar
  • Isso não é para qualquer um…
  • Nem adianta a aprovação não tem vagas disponíveis
  • Porque você fica perdendo tempo…

Sim, ISSO É BEM COMUM, todo aluno já passou por isso. Porém, esses mesmos que criticam são os primeiros a dizer “eu sabia que você ia conseguir”, com um singelo sorriso amarelo.

Então se motive diariamente para seguir firme e forte em busca do seu sonho.

Aqui vão umas dicas:

As queridinhas frases motivacionais que você encontra muito fácil na internet. São muito boas para te lembrar dos seus propósitos;

Ler depoimentos de aprovados;

E mais uma vez, a voz da experiência, converse com aprovados;

Se possível, escreva qual é o seu motivo. Anote os porquês que você deseja ser aprovado na certificação que você escolheu. Quando você sabe seus motivos é mais fácil seguir focado e realizar com qualidade seus estudos. O que torna tudo mais prazeroso;

Sabendo o que realmente te impulsiona, é mais fácil vencer a procrastinação criada por você mesmo por causa da confusão sobre a sua própria vontade;

Então aqui vai uma dica de muitos aprovados de sucesso: antes de estudar, imagine você exercendo aquela função, sinta a emoção de ser aprovado (a), a sensação em ver as pessoas que você tanto ama orgulhosas de você.

Espero que essas 6 dicas tenham sito úteis para você começar ou continuar a sua jornada!

 

Você conhece alguém que adoraria receber essas dicas?

Você pode compartilhá-lo no Facebook, ou demais redes sociais! Copie e cole o link!

Um abraço e bom estudos!!!

 

10 dicas para mandar bem em um curso a distância

Esse papo de que cursos a distância são fáceis é besteira. A falta de uma rotina envolvendo a ida diária à faculdade pode acabar exigindo do estudante ainda mais comprometimento e organização. Veja nossas dicas para essa empreitada:

 

1. EaD não é moleza. Apesar de não terem aulas 100% presenciais, os cursos EaD não são menos exigentes que os tradicionais. Flexibilidade não é sinônimo de facilidade ou menor exigência e, por isso, são necessários comprometimento, empenho e foco para ter um bom resultado em um curso a distância.

2. Disponibilize seu tempo. Um curso EaD dá mais flexibilidade ao aluno, mas isso não quer dizer que ele não vai precisar dedicar um tempo para os estudos. É necessário tanto ou mais tempo de dedicação que um curso presencial, e essa disponibilidade é fundamental.

3. Plano de estudos. Alcir Vilela Junior, coordenador da graduação EaD do Centro Universitário Senac, dá a dica: defina um plano de estudos, organizando sua própria agenda de leitura e resolução de exercícios. Sem isso é praticamente impossível levar um curso EAD à frente.

4. Não abandone seu plano. Esse plano de estudos pode ser, inclusive, semanal. O importante é que ela seja compatível com sua rotina e disponibilidade. Se necessário, faça a revisão do plano, mas nunca o abandone, explica Junior.

5. Mantenha o ritmo. Jamais acumule longos períodos sem realizar as leituras, trabalhos e exercícios propostos. Uma semana de defasagem já implica, normalmente, em um acúmulo muito grande.

6. Faça contatos. Aproveite a rede de contatos que o curso EaD propicia. Você pode conversar com colegas de diferentes localidades e realidades do país ou até do mundo.

7. Aproveite as oportunidades. Um aluno EaD deve ter as mesmas oportunidades que um aluno de curso presencial em atividades extracurriculares, como pesquisa e extensão. Não deixe chances como essas passarem.

8. Explore. Busque sempre explorar ao máximo todas as possibilidades de interação propiciadas pela instituição.

9. Fique por dentro. Entenda o modelo pedagógico da instituição e seus métodos de ensino e aprendizagem aplicados, bem como as tecnologias utilizadas. Esteja pronto para interagir com eles.

10. Seja proativo. É importante que o aluno seja proativo para utilizar os recursos disponibilizados no curso e para demandar o apoio de professores e coordenadores sempre que necessário.

 

 

 

Fonte: Guiadoestudante.abril.com.br

10 dicas para estudar e aprender mais fácil – CEBESA

São dicas poderosas que vão te ajudar a aumentar significativamente seu aprendizado, melhorando sua concentração e memorização. Técnicas simples que muitos não usam e perdem de aproveitar seus benefícios.

Inclua algumas dessas dicas em seus estudos ou mesmo todas elas e você sentirá uma enorme diferença na hora de estudar e aprender. Para te ajudar vou te ensinar a colocar em prática cada uma delas.

Anote todas as dicas, elas serão muito úteis para você. Boa leitura.

 

#01 – Ensine outras pessoas.

Essa é uma lição que eu aprendi tarde e que modificou meu aprendizado, quem ensina aprende mais. Muitas pessoas ainda sentem vergonha ou mesmo por egoísmo se recusam a ensinar os outros, essas pessoas não sabem o que estão perdendo.

Pense nisso.

Eu sempre estou escrevendo aqui no estudareaprender.com que é preciso colocar em prática tudo o que aprender para assim conseguir memorizar melhor um conteúdo, então qual a melhor maneira de colocar em prática?

Ensinando outras pessoas!

Então se você ainda tem algum tipo de preconceito em ensinar os outros ou mesmo pensa de maneira egoísta “Eu não vou ensinar meu concorrente” Saiba que ao ensinar é você quem mais ganha.

E tem mais.

Eu aprendi que ensinando minhas ideias começavam a clarear mais, organizando a informação e melhorando minha compreensão. Isso porque verbalizar e raciocinar antes de falar ou ensinar, ajuda na memorização.

Dica prática: Faça mini aulas.

Junte amigos e colegas que estão estudando para o mesmo concurso, ENEM ou prova e fale a eles que você quer preparar mini aulas sobre conteúdos que eles estão com dificuldade.

Escolha um tema e estude o suficiente para ensinar alguém, você irá perceber como você conseguirá memorizar o conteúdo com facilidade e como isso vai te ajudar.

Não se preocupe, não precisa ser uma super aula, afinal são seus amigos e colegas, procure ajudar eles da sua maneira. Além de eles saírem ganhando com uma ajuda extra, você também estará se desenvolvendo.

#02 – Descubra qual seu horário de maior produtividade nos estudos.

Todo mundo tem um horário onde o rendimento é maior, eu, por exemplo, aprendo muito mais no período da manhã, minha concentração e energia me ajudam a aprender com mais facilidade nesse horário.

Descobrir seu horário mais produtivo irá te ajudar a aprender com muito mais facilidade, afinal, não adianta você brigar consigo mesmo. Se durante a manhã você é muito sonolento esqueça e estude outra hora.

É obvio que nem todos tem esse previlégio, para alguns só é possível estudar a noite, nesses casos recomendo desenvolver um hábito de estudos para acostumar com a rotina de estudo noturno, é mais complicado, mas é possível.

Dica prática: Como descobrir seu horário mais produtivo?

A melhor maneira de descobrir seu horário mais produtivo é estudando em diversos horários. Pois você precisa verificar como fica sua concentração e memorização nesses horários.

Você pode fazer anotações ao perceber que em um determinado horário seus estudos renderam mais, e também anotar quando sua concentração estava menor. Fazendo isso você conseguirá determinar seu melhor horário para aprender.

#03 – Pratique o que aprende.

Do que adianta você passar horas e horas na teoria se você não praticar o que aprende. Eu já escrevi como o cérebro aprende e mencionei que para que uma informação não seja descartada é importante que ela seja útil, e a melhor maneira de fazer isso é respondendo questões e provas antigas.

Então você pode chegar para mim e dizer, “mas Prof. Piccini eu estudo com mapas mentais, resumos e esquemas e isso já não é o suficiente?”. É muito bom que você use essas técnicas, mas elas ganhariam ainda mais força se você respondesse questões.

Faça uma pergunta a alguém e automaticamente o cérebro dessa pessoa irá parar todas as atividades para se concentrar em responder a pergunta. Essa concentração é a grande sacada para que o aprendizado se torne ainda mais poderoso.

Dica prática: Sempre resolva questões e provas antigas.

Deixe separado em seu computador ou caderno várias questões sobre o que você está estudando e regularmente veja essas questões e as responda. Isso irá te ajudar a colocar em prática o que aprende.

Além disso, questões são ótimas para avaliar seu conhecimento e saber se você está realmente aprendendo o que está estudando. Caso você perceba que não está acertando, pode ser um momento de reforçar os estudos naquele conteúdo.

#04 – Tenha objetivos definidos para estudar e aprender.

De que adianta você estudar se você não sabe para o que você está estudando. Esse erro é bem comum e faz uma diferença muito grande na hora de aprender.

Estudantes e concurseiros se esquecem de definir seus objetivos e metas para estudar e com isso acabam tornando o aprendizado ineficaz, pois muitas vezes estudam conteúdos que não são úteis para seu objetivo.

Imagine o seguinte cenário.

Seu cérebro é uma máquina que consome muita energia, então qualquer atividade sem utilidade ou sem uma recompensa acaba sendo inútil e por isso ele deixa de executar.

Portanto se você estuda sem objetivo, seu cérebro entende que a atividade de estudar não tem utilidade, logo não é necessário concentração nem memorizar o conteúdo, afinal não será utilizado para nada.

Quando você estabelece objetivo, você envia uma mensagem ao cérebro, algo como “fique em alerta, pois estou fazendo uma atividade importante” com isso seu cérebro assimila e compreende melhor uma informação para estudar.

Dica prática: Crie objetivos para estudar.

Se você ainda não tem objetivos definidos para estudar, faça uma pausa e pense bem a respeito, então deixe bem claro quais são seus objetivos ao estudar, isso irá te ajudar muito a aprender mais fácil.

Se quiser pode escrever seu objetivo em um folha e colar em um mural ou em um lugar onde você o veja com facilidade, assim estará sempre lembrando o porque você está se dedicando aos estudos.

Faça isso e você terá um melhor desempenho em seu aprendizado.

#05 – Faça atividades físicas para liberar a mente criativa.

Eu vivo alertando meus alunos e escrevendo aqui no site a importância das atividades físicas para o aprendizado, a concentração e a memorização. Mas ainda assim existem estudantes que continuam sem praticar atividades físicas.

Recentemente pesquisadores publicaram um estudo na British Medical Journal, mostrando os efeitos benéficos do exercício no cérebro. De acordo com a pesquisa 10 a 40 minutos de atividade física aumentou significativamente a concentração e o foco mental. Devido ao aumento do fluxo sanguíneo no cérebro.

Segundo o psiquiatra de Harvard Dr. John Ratey:

“Estes resultados fornecem evidências adicionais de que fazendo cerca de 20 minutos de exercício, pouco antes de um teste ou um discurso seu desempenho se torna melhor”

As evidências estão ai para você parar de inventar desculpas e começar a fazer uma atividade física logo. Pense nos resultados que você pode ter em seus estudos e em quanto sua saúde pode ganhar com isso.

Dica prática: Tenha uma rotina de exercícios.

Você não precisa se tornar um atleta para começar a ter um melhor desempenho nos estudos com exercícios físicos. Pode começar aos poucos e devagar, o importante é exercitar-se.

Escolha um horário do dia, pode ser de manhã ou à tarde e faça uma caminha de 10 a 40 minutos. Pronto, isso já vai ser o suficiente para melhorar a oxigenação em seu cérebro, melhorando o desempenho em seu aprendizado.

#06 – Tome um banho para relaxar e se concentrar melhor.

Acho que essa dica muitas pessoas vão adorar, principalmente se forem como eu que adoro tomar banho. Eu acho o banho muito revigorante, pode ser quente ou frio, tanto faz.

Mas tanto o banho frio quanto o quente tem suas diferenças. E cada um pode ser utilizado para um fim específico, principalmente no caso de estudar. Veja as diferenças:

  • Banho frio: Estimulante e revigorante, o banho frio deve ser usado em caso de desanimo e desmotivação. Um bom banho frio deixa sua mente alerta e pronta para estudar e trabalhar.
  • Banho quente: Altamente relaxante, esse banho é ideal para casos de stress, onde sua mente está inquieta e você não consegue se concentrar. Um banho quente irá te relaxar e deixar sua mente em um estado de aprendizado.

Um dos motivos do banho quente fazer bem ao cérebro está ligado às doses de dopamina que são liberadas enquanto você toma o banho. A dopamina é responsável pela sensação de prazer no cérebro e também auxilia no aprendizado e memorização.

Por isso que tomar um bom banho irá te ajudar muito a aprender com facilidade.

Dica prática: Tome um banho antes de seus estudos.

Se você estiver se sentindo muito desanimado, sem vontade de estudar, tome um banho frio para se energizar e deixar sua mente em estado de alerta. Com isso você conseguirá começar seus estudos e ainda aprender com facilidade.

Mas caso você esteja com a mente confusa e sem concentração um banho quente irá te ajudar a relaxar sua mente e corpo, fazendo com que sua concentração seja muito maior e seus estudos tenham muito mais resultado.

#07 – Evite o stress, ele prejudica seu aprendizado.

Um dos maiores inibidores do aprendizado e da memorização é o stress.  Além de prejudicar seu corpo, seus estudos se tornam completamente inúteis quando o stress está alto.

Um cérebro que está muito estressado produz grande quantidade de cortisol, o que impede que seu cérebro se concentre e memorize um conteúdo. Portanto se você estiver estressado e lendo algo, saiba que sua mente não irá memorizar nada.

Portanto.

Se você perceber que está muito estressado é melhor nem começar sua sessão de estudos, pois será apenas perca de tempo, é melhor primeiro procurar maneiras de relaxar a mente e deixá-la em um estado ideal de aprendizado. (O correto é perda de tempo, um obrigado ao leitor Denilson Paulo pela observação.)

Dica prática: Como reduzir o stress para estudar.

Se você estiver muito estressado experimente tirar uma pequena soneca ou tomar um banho quente para relaxar. Como foi mencionado na dica anterior o banho quente libera dopamina, que é excelente para combater o stress.

Tem dias onde o stress é grande, recomendo que em dias como esse você descanse bem, não adianta forçar seu organismo isso apenas irá gerar mais stress, tomar um chá quente de camomila também ajuda muito 😉 Deite e durma, vai te fazer bem.

#08 – Seja persistente em seus estudos.

A falta de persistência nos estudos é que mais dificulta o aprendizado de estudantes e concurseiros. Isso porque o aprendizado é construído pouco a pouco e se você para por muito, você perde o que aprendeu.

Então anote.

Para aprender mais fácil estude todos os dias. Pode ser que você tenha um contratempo ou outro, tranquilo isso é normal, desde que no dia seguinte você volte a estudar.

O que não pode é você ficar dias sem estudar, ou fazer com muito estudantes que começam bem, no dia seguinte desanimam e só voltam a estudar um dia anterior a prova. Se você estiver fazendo isso pare!

Dica prática: Estude todos os dias.

Se você estiver tendo dificuldade de estudar todos os dias, recomendo você desenvolver um hábito de estudos. O hábito de estudar todos os dias vai impedir que você perca o conteúdo que você aprendeu.

Eu escrevi um artigo bem completo ensinando a desenvolver o hábito de estudos, com ele você será capaz de começar a estudar todos os dias e com isso seu aprendizado irá se tornar muito mais fácil.

#09 – Estude em grupo.

Você é daqueles estudantes que não conseguem ficar muito tempo sentado estudando sozinho? Então para você eu recomendo um grupo de estudos, assim você irá aprender mais fácil.

Cada pessoa aprende de uma forma, e para alguns é difícil passar várias horas estudando sozinho. Isso torna o aprendizado dessa pessoa muito difícil, pois com o tempo o tédio impede a concentração.

É obvio que você terá que passar algumas horas estudando sozinho, pois não conseguirá sempre estudar em grupo. Mas mesmo assim é possível juntar algumas vezes.

Dica prática: Monte um grupo de estudos

Combine com amigos e colegas que estão estudando para mesma prova ou concurso que você e estude em grupo. Vocês podem aproveitar para um ajudar o outro.

O mais importante em grupos de estudos é que todos estejam realmente engajados em aprender, evitem durante um grupo discutir coisas que não tenham a ver com o conteúdo.

Depois que vocês estudarem podem tirar um tempo para bater um papo à toa, mas primeiro o mais importante, estudar.

#10 – Escreva para aprender mais fácil.

Nos últimos anos a tecnologia tomou conta de tudo, e muitos estudantes trocaram o lápis pelo teclado e pelo celular. Ok, isso é um avanço, eu mesmo sou um entusiasta da tecnologia, só que escrever com caneta e lápis ainda é muito útil.

A neurologista Judy Willis é uma das defensoras do uso da escrita com lápis e caneta. Segundo ela a escrita desenvolve a criatividade e a expressão pessoal. Ambas ajudam no raciocínio cognitivo.

A escrita em ferramentas tecnológicas também possui suas qualidades, porém a escrita cursiva facilita muito mais o aprendizado. Pois escrever envolve mais áreas do cérebro, e quanto mais áreas você envolve na aprendizagem, mais fácil fica a memorização.

Dica prática: Escreva, escreva e escreva…

Se você está estudando você precisa escrever bastante. Faça resumos, mapas mentais, grifos, anotações em livros, o que desejar, mas use seus lápis, canetas, canetinhas sem moderação.

Quanto mais escrever, mais fácil se tornará seu aprendizado. Por isso sempre que puder escreva. Além disso, a escrita irá te ajudar a organizar melhor seu raciocínio e também te preparar para as redações que você possa ter que fazer em provas e concursos.

 

 

 

 

Fonte: http://estudareaprender.com/10-dicas-para-estudar-e-aprender-mais-facil/

5 dicas para ser um estudante online de sucesso

Por mais que o conceito de aula online pareça “bom demais para ser verdade”, algumas características podem prejudicar o seu processo de aprendizado. O fato de não possuir um horário definido, poder estudar na sua cama e não precisar realizar uma apresentação diante dos colegas pode até ser positivo para você, mas também podem surtir o efeito contrário e fazer com que você procrastine. Por isso, é fundamental manter em mente alguns princípios básicos. Confira as dicas essenciais para alcançar o sucesso em estudar online.
1. Tenha a tecnologia necessária
Embora pareça um requisito óbvio, você precisa se certificar de que tem acesso a todos os recursos necessários para aproveitar 100% da sua aula. Um sinal de internet que mais trava do que funciona não vai ajudar na sua concentração. Outros fatores também devem ser observados, como a necessidade de um microfone ou uma webcam.
2. Conheça seu estilo de aprendizado
O sucesso das suas aulas online vai depender do seu tipo de aprendizado, por isso, é fundamental que você conheça o seu tipo certo. Se você não sabe de que maneira aprende melhor, dificilmente irá aproveitar o aprendizado de maneira plena. A internet oferece diversos recursos que seu curso pode utilizar, mas para isso é necessário que você saiba se aprende melhor com textos, fotos, vídeos, áudios ou colocando os exercícios em prática.
3. Tenha autodisciplina
Essa também pode parecer desnecessária, mas é fundamental que você seja uma pessoa regrada. Embora uma das vantagens de estudar online seja fazer o seu próprio horário, é essencial que você crie uma rotina. Defina horários para começar e terminar o estudo, assim como para realizar as suas tarefas. E, mais que isso, garanta que as distrações sejam eliminadas. Desligue a TV, saia das redes sociais e diga aos seus familiares que você está estudando.
4. Seja capaz de trabalhar sozinho
Grande parte da diversão de um curso presencial ou mesmo da escola é poder se reunir com os amigos e realizar as tarefas em conjunto. Estudando online essa possibilidade é praticamente eliminada e você precisa ser capaz de trabalhar sozinho. Aprenda a lidar consigo mesmo e procure não perder a motivação pelo fato de estar sozinho.
5. Não se cobre mais que o necessário
Uma vez que você está motivado e interessado em fazer o curso online render, pode cobrar demais de si mesmo. Isso também não é saudável. Procure gerenciar o seu tempo de maneira que você dê conta de todas as tarefas sem deixar de descansar e se divertir. Embora seja um compromisso, você não pode “se afogar” com o curso online.

Veja 7 dicas de estudo baseadas na neurociência

O cérebro reage bem a alguns hábitos que podem melhorar o desempenho nos estudos. Confira alguns deles em uma lista feita pelo professor Antonio Pereira, pesquisador do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e membro da Rede Nacional de Ciência para a Educação ao site Porvir.

O professor alerta, porém, que não existem receitas prontas de como fazer, mas apenas orientações que podem auxiliar.

Treinar a fluência na leitura com obras de ficção

Ter fluência na leitura é fundamental para entender o conteúdo de provas extensas. Para ampliar a competência leitura não existe segredo, senão criar o hábito de ler. Segundo o pesquisador, os livros de ficção podem ser bons aliados. “Além de favorecer a fluência, a leitura de ficção também é muito importante em outro aspecto. Ela permite criar cenários e fazer simulações que ajudam a entender melhor o mundo”, explica.

Resolver simulados

 Fazer testes regulares ajuda a solidificar um conhecimento. De acordo com Pereira, forçar a recuperação de memória para resolver um teste ajuda na consolidação de uma determinada informação. “Se você pratica essa recuperação regularmente, a memória se consolida de maneira mais eficiente”, conta.

Fazer um teste inicial

Antes de estudar um conteúdo, submeter-se a um teste de múltipla escolha pode ser uma boa estratégia. Pereira afirma que isso ajuda a estruturar a mente e preparar o foco para o conteúdo que vem adiante, facilitando o aprendizado.

Separar um tempo para dormir

“O sono é importantíssimo para consolidar a memória”, diz o pesquisador. Segundo ele, não é produtivo deixar de dormir para tentar estudar um determinado assunto.

Estabelecer intervalos de estudos

A fadiga mental pode dificultar a manutenção de atenção por um tempo muito longo. Para explicar sobre a necessidade de estabelecer intervalos durante o período de estudos, Pereira compara a função cerebral com o desenvolvimento de uma atividade física. Segundo ele, é necessário fazer pequenas pausas para descanso.

Variar as disciplinas enquanto estuda

Estudar física, matemática ou português o dia inteiro pode não ser a estratégia mais eficiente para manter o foco. “Quando você muda de disciplina, você se depara com informações de outra natureza ou categoria.”

Não deixar para estudar nas vésperas

O pesquisador afirma que é necessário um tempo para que o aprendizado ocorra de maneira eficiente. Portanto, estudar nas vésperas dos exames não é recomendado. Além disso, o estudante também deve controlar a sua ansiedade.

 

 

 

fonte: gazetadopovo.com.br

5 dicas de estudo extremamente simples – CEBESA

O objetivo dessas dicas e maximizar a qualidade dos seus estudos.

Já vimos muitos concurseiros perderem tanto tempo absorvendo coisas que não tem nada para contribuir em sua aprovação que achamos bem relevante relembrar essas dicas simples.

Lembre-se o simples dá certo.

Claro que nem de longe iremos esgotar essas dicas, isso é apenas um resumo do que ainda falaremos muito aqui no blog esse ano, acompanhe 

Quer saber quais são as dicas de estudo que vão fazer você ser aprovado no concurso dos seus sonhos?

Bom as três primeiras dicas formam o nosso tripé básico, não apenas para os estudos, mas para qualquer objetivo com o qual você tenha se comprometido a executar com qualidade.

Os exercícios físicos, a alimentação e descanso são constantemente deixados de lado por concurseiros afoitos que acreditam que sentar e estudar 16 horas/dia já tá mais que suficiente para ser aprovado.

Diversos estudos científicos comprovam que características psicológicas têm estreita relação com nosso estado físico; por isso, devemos nos preocupar primeiramente com esses aspectos antes de começar a executar um projeto.

As outras dicas de estudo estão mais ligadas a sua produtividade em campo.

Portanto , enquanto estiver estudando, tenha sempre em vista as informações a seguir; isso fará seus estudos renderem mais.

1) Alimentação 

É fato, quase uma regra, a correria do dia a dia somada a quantidade de material para estudar, muitos concurseiros cedem aos alimentos processados (aquele que não pode ser obtido através da natureza) de consumo rápido, gordurosos, repletos de açúcares e pobres em nutrientes.

Tamanha a importância do tema fizemos um post muito completo recheado de todas as informações necessárias para a nutrição do concurseiro.

2) Exercícios físicos

Achamos que seria até desnecessário falar sobre a importância da prática de atividades físicas nos estudos, mas seguro morreu de velho né.

A prática regular de exercícios físicos melhora a circulação de seu corpo. Isso significa que, com uma circulação melhor, a oxigenação de suas células também melhora, e o oxigênio e o combustível de todo processo.

É um fato comprovado pelos especialistas que, quando ocorre falta de ar no organismo, algumas das primeiras células a morrerem são as do cérebro. 

Essa por si só, já é uma excelente razão para você praticar atividades físicas na fase de estudos.

Caso você esteja se preparando para área de segurança pública, essa dica passa a ser questão de sobrevivência no certame, pois o que tem de concurseiro que deixa passar o sonho de ser aprovado por estar fora de forma é assustador.

Além disso, a capacidade de se manter focado de um concurseiro que pratica atividades físicas constantemente é bem melhor, em regra, se comparados aos que não praticam.

Praticar atividades físicas também influencia na qualidade do seu sono e como bem sabemos é justamente durante o sono que retemos o conhecimento adquirido ao longo do dia.

Claro que não estamos aqui, de forma alguma, falando que um concurseiro deve ser um Michael phelps na vida,a ideia não é dedicar seu dia inteiro a isso, mas sim manter um equilíbrio entre corpo e mente.

E antes que você venha com a máxima de 99% dos concurseiros, sim, nós sabemos que você está sem dinheiro e tem que pagar cursos, inscrição, viagens, material escolar dos filhos, IPVA e que não tem tempo e bla bla bla …

Aqui não vamos enrolar muito não só temos uma coisa a dizer: APRENDA A SE ADAPTAR.

Tá sem grana? Ok, vamos listar aqui pra vocês algumas excelentes atividades físicas que possuem baixo custo ou são de graça:

  • Caminhar
  • Praticar Yoga
  • Pular corda
  • Jogar futebol
  • Jogar Videogame (sim não falei errado não. Conheça o xbox kinect)
  • Andar de bicicleta
  • Patinar
  • Corrida
  • Vôlei

3) Descanso

Fase fundamental e de grande influência no desempenho dos seus estudos.

Confesso que já dei menos importância ao meu sono do que deveria, acreditava que dormir 4 horas por noite era a própria definição da ALTA PERFORMANCE.

Mas aí conheci rapidamente o mundo real e vi que todo meu esforço no trabalho, nos estudos e nas atividades físicas caíram bruscamente.

A partir daí procurei ler mais sobre o assunto. Li livro sobre o tema, pesquisei inúmeros vídeos de especialistas no Youtube, li diversos sites de autoridades sobre o assunto e cheguei a uma conclusão.

Qual a quantidade de horas ideal que você deve dormir para render bem? Teste

É isso mesmo meu amigo, como disse no início do post, não é uma receita de bolo, aprenda como seu organismo reage a sua rotina e teste qual o tempo ideal deve dormir para se sentir bem.

Eu, particularmente, descobri que me adapto muito bem com 6 horas de sono, então vou dormir por volta das 23h e acordo às 5 da manhã.

Dica extra: Cuidado com os excessos de final de semana, não acredite que vai tomar todas na sexta e sábado logo cedo estará 100% funcional, pois não vai.

Uma noite de sono mal dormida nos deixa indispostos no dia seguinte, especialmente para atividades mentais. Nem tente forçar os estudos nessa hora, pois estudo improdutivo e nada dá no mesmo, então o melhor a fazer e se comprometer realmente com seu objetivo é estar disposto de abdicar de alguns “prazeres temporários” para alcançar mais rápido sua aprovação.

4) Estudar antes das aulas

Que devemos revisar após as aulas sejam elas online ou presenciais nós já estamos cansados de saber.

Mas a sacada que queremos passar pra você aqui e que pode maximizar muito seus estudos: é estudar antes das aulas.

A vantagem em estudar antes da aula é que você já perde o primeiro contato, sabemos que isso em alguns casos, ainda mais pra quem tá iniciando nos estudos é mais complicado ainda.

Porém perder o primeiro contato com a matéria vai aumentar sua atenção ao longo da aula, pois mesmo que não tenha entendido o assunto por completo, fica mais fácil se orientar.

Em cursos presenciais essa dica é ainda mais poderosa pelo fato de que você pode usar o professor para tirar suas principais dúvidas.

OBS: Tenha bom senso de tirar suas dúvidas no momento oportuno da aula, nada mais inconveniente que concurseiro(a) que acha que só tem ele na sala né.

“Fazendo uma analogia entre o estudo e a preparação de seu prato preferido, poderíamos dizer que, ao estudar antecipadamente, você está simplesmente separando os
ingredientes da receita. Posteriormente, na sala de aula, sob a condução do professor, os ingredientes serão misturados na devida proporção, mexidos, postos para cozinhar, etc.
Lembrando sempre que também é importante o estudo após a aula para driblar a famosa curva do esquecimento.

Uma excelente forma de controle de revisão é o app Partiu revisar.

5) O estudo em grupo

O estudo em grupo, se trabalhado da maneira correta, pode ser uma ótima ferramenta para quem possui dificuldade com, por exemplo, disciplina, motivação, paciência e perseverança.

E é aí que mora o problema, pois o estudo em grupo sem planejamento, organização, regras e o mínimo de técnica pode atrapalhar mais que ajudar.

O Pensar Concursos ainda esta no inicio da sua carreira, mas gostaríamos muito de reafirmar nosso compromisso com vocês de sempre garimpar o melhor conteúdo.

Nosso principal compromisso aqui é mostrar para vocês soluções de sucesso para problemas comuns e que sabemos bem como é estar sentado nessa cadeira, no mesmo lugar há anos dando o seu melhor, todos os dias.

Nós também estamos sentados nessa cadeira há anos e com base nessa troca de experiências acreditamos que podemos contribuir, de alguma forma, para sua aprovação e para seu desenvolvimento.

2017 será um ano em que iremos colocar todos os nossos esforços para que ele seja realmente um ano de ALTA PERFORMANCE.

Esse é nosso comprometimento com você em 2017.

Mais conteúdo
Mais profissionalismo
Mais qualidade.

Que esse ano seja o ano em que você irá alcançar todas as suas metas, sejam elas voltadas para concurso público ou na sua vida.

E você? Vem com a gente?

Deixe um comentário abaixo e compartilhe esse artigo com seus amigos!

 

 

 

Fonte: www.administradores.com.br

Dicas de Estudo – CEBESA

Nosso cérebro é meio fanfarrão: na hora de pensar em estratégias para aquele jogo complicado de videogame ou de ler aquela revista que você adora, ele coopera facilmente. Mas quando é preciso sentar e estudar um pouco, parece não haver jeito de alcançar a concentração.
Isso fica ainda mais desesperador quando estamos em ano de vestibular e não temos tempo a perder. Como cada pessoa tem um jeito de funcionar, nem todas elas serão igualmente eficientes para todo mundo. Então é bom fazer uns testes até descobrir quais dão certo para você.

Não se contente em ler: escreva!
Segundo o professor e autor de livros com dicas para estudos Pierluigi Piazzi, é importante estudar escrevendo, e não só lendo. "Quem só lê perde a concentração. Quem escreve consegue entender o assunto e mantê-lo na mente", explica ele.

Escreva à mão em vez de digitar
Pesquisas já mostraram que os alunos que fazem isso aprendem mais do que quem só digita. "Você tem movimentos totalmente distintos para escrever cada letra a mão, mas isso não existe quando você está digitando. Isso faz com que mais redes neurais sejam ativadas no processo da escrita", diz o professor.

Como saber o que vale colocar no papel
Faça resumos, fichamentos e esquemas da matéria. Mas nada de ficar copiando todo o conteúdo dos livros. Para saber o que vale escrever, faça de conta que você está preparando uma cola para uma prova. Por ter pouco espaço e pouco tempo para consulta-la, é preciso ser conciso, mas ao mesmo tempo abordar os pontos principais. É disso que você precisa quando for estudar.

Revise a matéria que aprendeu em aula no mesmo dia
Além de evitar acumular matérias, estudar o conteúdo visto em sala de aula no mesmo dia fará com que seu cérebro entenda que aquilo é importante e o memorize.

Use as aulas para entender as matérias e tirar dúvidas
Um erro comum, segundo o professor Pierluigi, é fazer dois cursinhos para ter um maior numero de aulas – o que realmente vai fazer diferença no vestibular é o momento em que você estuda sozinho, não o número de aulas que pegou. Mas isso não significa que vale cabular ou dormir nas aulas: elas são importantes para entender a matéria e tirar dúvidas.

Desligue todos os aparelhos eletrônicos
Na hora de estudar, nada de deixar o celular por perto avisando você de cada notificação no Facebook. E nem caia na tentação de abrir o Facebook só por "dois minutinhos". Esses dois minutinhos sempre se estendem e acabam com toda a sua concentração. Reserve um tempinho do seu dia só para as redes sociais e faça isso virar rotina para que se acostume a checá-la apenas nesse tempo específico.

Estude em um local organizado e tranquilo
O resto da sua casa até pode ser uma bagunça, mas o local onde você costuma estudar precisa estar sempre organizado e silencioso. Ter muitas coisas espalhadas pode atrapalhar a sua concentração e há o risco de perder tempo procurando coisas que sumiram na bagunça.

Música? Só em línguas que você não entenda
Não é proibido estudar ouvindo música – há quem precise dela para se concentrar. Mas evite ouvir músicas em idiomas que você entenda – isso pode fazer com que você desvie sua atenção para a letra e esqueça a matéria.

Use marca-texto
Usar canetas coloridas e marca-texto para enfatizar os pontos principais é uma boa ajuda para manter o foco no que for importante, especialmente se você tem problemas mais sérios de déficit de atenção. Post-its também podem ser úteis.

Respeite seu tempo
Se você é mais produtivo de manhã, deixe para estudar as matérias mais difíceis nesse período. Quando sentir que a concentração não está rolando de jeito nenhum, faça uma pequena parada e depois volte. Manter intervalos regulares é fundamental – e a frequência vai depender do seu ritmo.

Tenha uma programação organizada, mas seja flexível
Use uma agenda ou quadro branco para organizar suas tarefas e respeite-a! Mas faça programações realistas para que você não se desanime. Definir que você vai estudar durante oito horas por dia se você tem várias outras atividades, por exemplo, não é algo razoável. E esteja aberto para mudanças, caso seja necessário.

Crie um pequeno ritual antes de estudar
Sempre que for mergulhar nos estudos, crie e respeite um ritualzinho antes. Pode ser um alongamento, pegar um copo de suco para deixar na sua mesa, ou que mais achar melhor. Com o tempo, seu cérebro vai entender que é hora dos estudos e ficará mais fácil se concentrar.

Fuja das armadilhas mais comuns para quem estuda online

Estudar por conta própria pode ter um monte de armadilhas. Josemary Morastoni, coordenadora da Graduação em Pedagogia da Universidade Positivo, dá dicas para que você não se perca nesse caminho.

 

1. Não vale achar que só porque você vai estudar à distância as coisas vão ser fáceis, ok? A matéria é a mesma do que em um curso presencial, e a sua atenção tem que ser redobrada. “A exigência nos cursos EAD é a mesma que alunos presenciais experimentam, com o agravante de que o professor não está de olho em você e não pode chamar a sua atenção”, explica Josemary. “Estudar com redes sociais e outras distrações por perto não é um erro exclusivo do mundo EAD. Mesmo em salas de aula convencionais, existem mil e uma distrações prontas para roubar a atenção de um momento valioso, mas o aluno é o próprio motivador para focar durante a aula e aproveitar os momentos de interação que o curso oferece.

2. A flexibilidade sempre se destaca dentre os fatores de quem escolhe estudar à distância. Mas cuidado. “Escolher a hora em que vai estudar pode ser a melhor ou a pior coisa para o seu aprendizado”, sentencia Josemary. Você precisa fazer escolhas conscientes. Quando você “funciona” melhor? Qual a melhor hora para estudar? Tenha sempre isso em mente e não fique adiando. “Dedicação e comprometimento são palavras-chave na Educação a Distância”, lembra Josemary. Você precisa se organizar direitinho e continuar persistente.

3. Não pule etapas e não apresse o processo de aprendizado. “Aprender é algo que leva tempo. Não importa como o conhecimento está sendo repassado (com o uso de tecnologia ou de um quadro negro), as informações devem ser absorvidas e sintetizadas”, resume a professora.

4. Não ache que só por estudar estudando à distância você precisa ficar sozinho. “Se uma sala de aula comporta 30 ou 40 alunos, com aulas online, o número de pessoas que podem participar ao mesmo tempo do curso é infinitamente maior”, diz Josemary. “Alunos de todo o país (e até do exterior) podem estudar juntos e isso deve ser aproveitado. Trocas e discussões são uma importante maneira de aprendizado.”

 

 

 

Fonte: Guiadoestudante.abril.com.br

Dicas de Estudo

Após o Carnaval, dizem que o ano realmente “começa”!
Nada melhor que começar o ano buscando o seu aprimoramento profissional. Dentro das nossas alternativas e tempo de estudos tem aqueles assuntos que parecem não entrar na cabeça, não é mesmo?
Calma, que estamos aqui pra te ajudar! Hoje vamos dar algumas dicas de estudo que nós usamos, para o seu sucesso no aprendizado.
Antes das dicas, é importante lembrar que cada um de nós tem uma melhor forma de estudar, memorizar e entender sobre um assunto, essas formas são denominadas estilos de aprendizagem e eles podem ser divididos em três categorias:
1. Visuais: são as pessoas que aprendem melhor ao ver, como desenhos explicativos feitos na lousa durante a aula, e também vendo imagens e vídeos;
2. Auditivos: são aqueles que aprendem melhor ouvindo, como por exemplo prestando muita atenção no que o professor fala durante a aula, participando de conversas e debates sobre determinado assunto;
3. Sinestésicos: aprendem melhor quando escrevem aquilo que escutam ou quando executam algo prático.
Como aproveitar mais seu tempo?
Resumos – Fazer um resumo dos assuntos pelo menos dois dias antes dos exames ajuda bastante, porque (pelo menos para os sinestésicos) reescrever de forma resumida a matéria desde o início, faz relembrar e deixar fresco na memória tudo o que foi visto e explicado.
Estudar a matéria frequentemente – Sei que essa é bem difícil já que sempre deixamos as coisas pra última hora, mas estudar um pouco todos os dias vai ajudar e muito na aprendizagem e a tirar aquela nota boa que a gente tanto quer , basta se esforçar um pouco e perder pelo menos uma horinha do seu dia ou da sua noite.
• Grupos de estudo – No começo pode ser uma bagunça, mas de forma organizada estudar em grupo dá certo sim! Sempre tem alguém que pode saber algo que você não prestou atenção ou não lembra, e vice-versa. Então vale a pena se encontrar com os colegas antes ou depois da aula pra estudarem juntos.
• Perguntas e Respostas – Aproveite este grupo e intercalem-se pedindo para alguém fazer perguntas sobre o que estão estudando. É um método bem eficaz para o seu aprendizado

 

Deixe seu comentário e compartilhe este post 😊 Abraços!

 

 

 

 

10 Dicas para Turbinar Sua Aprendizagem em Cursos Online

Estudar online hoje é uma realidade no Brasil, muito comum nos grandes centros e sua expansão para o interior do país aumenta constantemente. A busca por cursos de inserção no mercado de trabalho faz com que diversas pessoas de várias idades voltem a estudar e para aqueles que precisam de algo flexível, principalmente o horário, faz com que cursos online sejam um grande atrativo.

Mas, nem todos estão acostumados a gerir seu próprio estudo. Acostumados na escola básica a seguir uma metodologia já criada por coordenadores, muitos sentem dificuldade com relação ao estudo individual e principalmente online, normalmente sem a presença de alguém fazendo cobranças.

Este artigo, vem para lhe ajudar no estudo online individual, fornecendo diversas dicas para um melhor aproveitamento do tempo, da aprendizagem e aplicação do conhecimento adquirido.

Se você nunca fez um curso online, leia nosso artigo sobre 8 motivos para fazer um curso online , onde apresentamos várias vantagens de se estudar online.

Veja abaixo quais requisitos e atitudes você deve ter para um bom desempenho no seu estudo online.

 

1. Conexão com a Internet

 

Bem, acho que não preciso falar muito sobre esta dica, ter uma conexão ruim vai atrapalhar nos estudos, então verifique antes os requisitos necessários para iniciar o curso, como computador, conexão com internet, etc.

 

2. Local de Estudo

 

Escolha um local calmo para iniciar seus estudos, arejado. Onde não possa haver distrações. De preferência locais com pouca agitação.

 

3. Horário

 

Aqui varia de pessoa para pessoa, pois o melhor horário é aquele em que você é mais produtivo, então verifique qual horário você renderá mais. Faça testes.

 

4. Material

 

Procure separar previamente o material, lápis, caneta, papel para anotações, apostilas, pendrive. Em alguns cursos, talvez tenha que usar fone de ouvido com microfone verifique tudo isso antes para não ter que ficar interrompendo o horário de estudos com paradas não planejadas.

 

5. Distrações na Internet

 

Tenha em mente que a internet não é boa nem má em si, vai depender de você determinar isso. Em se tratando de estudo, muitos pecam por estar constantemente se distraindo. Para estudar online, temos que estar conectado (óbvio!), mas preste bastante atenção com relação as redes sociais.

Muitos são aqueles que por exemplo estudam com o facebook aberto e sinceramente, não dá! Muito cuidado com aquele momento que você acha que pode dar uma “paradinha” e ver as últimas postagens do face.

Já ouviu falar em “rolagem viciante”, pois é, muitos entram no feed de notícias do face e por lá ficam minutos e mais minutos movimento a barra de rolagem para ver as atualizações.

Lembre-se: Você é a causa da distração. A distração existe somente em você.

Tenha foco no seu objetivo!

Redes sociais é só um exemplo de distração, procure descobrir como se concentrar mais nos seus estudos. Faça uma análise desses inimigos que lhe causam distração e procure evitar para otimizar seu tempo de estudo ao máximo.

Veja um exemplo sobre ter foco no que está fazendo, é um vídeo que exemplifica muito bem este assunto. Vale a pena assistir!

 

6. Hábito e Persistência

 

É fato que num curso a distância (online) a evasão é enorme. Normalmente somos educados ir para a escola, ir ao curso, quando, estamos no estudo virtual não há a cobrança por faltas e muitos estudantes ficam perdidos nessa etapa.

Bem, você deve criar o hábito de estudar, fazer seu programa. Muitos cursos, antes do início, já fornecem um programa a seguir. Exemplo: estudar uma hora por dia de segunda a sexta ou três vezes na semana de duas a três horas por dia.

Faça seu cronograma e procure cumpri-lo, mas não desista, por exemplo, se não der para cumpri-lo alguns dias. Estude dobrado nos próximos dias.

Outro fator importante é a persistência. Persistir no objetivo é característica de vencedores. Aqui deixo uma frase para você refletir:

“As pessoas não falham, elas desistem.” (Pense nisso!)

 

7. Construindo seu Conhecimento

 

Cabe a você e somente você ter sede por mais conhecimento, querer aprender mais. A bibliografia fornecida, geralmente, num curso online é grande demais. Há indicação de muitas fontes de pesquisa, então não se limite ao básico, procure por mais.

 

8. Execute Todas as Tarefas, Atividades, Trabalhos, …

 

Procure desenvolver ao máximo as atividades, os exercícios propostos no curso. Pratique bastante para melhorar seu rendimento. Teste todo o conhecimento adquirido. Se existem tarefas a serem feitas num curso online é por que elas não foram colocadas por acaso, servem para reforçar o aprendizado, bem como para sua própria avaliação.

 

9. Participação

 

Na maioria do cursos disponíveis há fóruns de discussão, para tirar dúvidas, então procure interagir, pois vai encontrar pessoas de outros lugares e isso enriquecerá seu aprendizado, observando outras formas de pensamento. Procure esclarecer sua dúvida sempre que existir. Participe ao máximo!

 

10. Verifique sua Aprendizagem

 

De nada adianta passar horas e mais horas na frente do computador sem saber se aprendeu ou não. Procure estar sempre verificando sua evolução no aprendizado. Você precisa progredir, caso contrário estará perdendo tempo. Por isso o item 8 dessa lista é tão importante.

Reveja, refaça o que for necessário para aprender o conteúdo. Procure testar na prática, se possível, o que você desenvolveu na teoria. Se não foi bem em testes, verifque novamente o conteúdo estudado. Faça seus próprios resumos, estabeleça suas metas.

Tenha em mente que após adquirir conhecimento, algo em você deve ter mudado. É sempre assim, conhecimento liberta quando bem aplicado. Conhecimento é a melhor “arma” que você pode pensar em ter. Transforme sua aprendizagem em algo que fará a diferença em sua vida.

 

Conclusão

 

Seguir as dicas acima vai lhe ajudar a ter um melhor rendimento nos estudos online. Siga cada uma, mas seja sempre flexível, procure adaptar ao seu modo, a sua situação. É você o maior beneficiado.

 

Fonte: socursosonline.net.br